10/01/2007

BEM PREGA FREI TOMÁS...OLHA PARA O QUE DIGO....

Ainda relacionado com a não prestação de contas aos associados do Varzim, a direcção do clube e a propósito da intervenção do associado Vasco Graça Oliveira, emitiu um comunicado ou esclarecimento, mas que enferma em minha opinião de uma vez mais a Direcção chutar para canto as preocupações dos sócios, ao dizer que “A Direcção do Varzim S. C. reitera que cumprirá com o dever de informação para com os sócios sobre o que diga respeito aos actos relacionados com este negócio, naturalmente sem a discussão exaustiva de aspectos técnico-jurídicos que só pode ser efectuada com quem dominar esses aspectos. Isso tem sido efectuado com os elementos do Grupo de Trabalho que assinaram o contrato-promessa e conjuntamente com os vice-presidentes da Direcção têm assinado as escrituras públicas já outorgadas em execução…”só vem dar razão ás declarações de Vasco Graça Oliveira ao afirmar que só discute o problema com “ alguns”.
É grave que uma direcção não se submeta á consulta dos associados neste capítulo; o que está assim de tão grave que não possa ser mostrado? Á mulher de César não basta ser séria, tem de parece-lo.
Diz a direcção no seu comunicado que:
2. Estão previstas no contrato – e far-se-ão de acordo com a lei, os estatutos e regulamentos internos – actos e autorizações a serem dadas pela assembleia-geral do clube. É e sempre foi intenção da Direcção do clube reunir antes disso o Conselho Varzinista para recolher os seus pareceres.

Mas quem decide é a Assembleia-geral ou o Conselho Varzinista?

Mais adiante diz a direcção que

3. Naturalmente que a gestão do clube pode e deve ser sujeita a críticas. Mas estas devem ser baseadas em factos verídicos (e não invenções ou suspeições infundadas) sob pena de serem consideradas de má fé e baseadas em informações de pessoas ou entidades que sem possuírem os dados necessários especulam gratuitamente sobre factos que não conhecem nem controlam.

Estou perfeitamente de acordo com este ponto! Mas então não é a Direcção presidida por Lopes de Castro que está a sonegar informação importantíssima para que os associados do Varzim possam ter uma opinião sobre o negócio?
Cada vez que abre a boca Lopes de Castro só dá tiros nos pés
A bem do nosso Clube e mostrando que não esconde nada e que não está agarrado ao lugar adie o acto eleitoral e convoque uma Assembleia Geral para esclarecimento aos associados sobre o Negócio. Caso contrario só podemos pensar que está a meter a mão no bolso dos varzinistas

2 comentários:

Anónimo disse...

adie o acto eleitoral? mas se realmente a preocupaçao é o negocio estadio, para que querem adiar?

querem é tempo para concorrer...


vai enganar o caralho

Anónimo disse...

Caro amigo,
Pode-se discordar das opiniões de cada um; agora a boa educação cabe em todo o lado...a não ser que ande sempre com a boca nele