30/01/2007

EXTREMA DIREITA NO BLOG DO NÃO



No âmbito do referendo de dia 11 de Fevereiro foi criado o «Blogue do Não», cujos «melhores textos» foram apresentados publicamente em livro. A partir deste blogue é possível aceder a sites de extrema-direita e são recomendados artigos de dirigentes da Frente Nacional e do PNR, com incitações ao ódio racista e elogios a Hitler. A deputada do Bloco de Esquerda, Helena Pinto, dirigiu uma carta a um dos colaboradores do «Blogue do Não», o responsável da Rádio Renascença, Sarsfield Cabral. «Estou certa de que existirá, da sua parte, uma demarcação a tão reprovável companhia», afirma Helena Pinto.

Caro Dr. Sarsfield Cabral,
Penso que está de acordo comigo quando considero este referendo como muito importante e que é possível encontrar pessoas pelo “Sim” e pelo “Não” que querem uma campanha séria que permita a escolha democrática. Não ignora, certamente, que a minha posição é que é preciso mudar esta lei que penaliza as mulheres. Aí estamos em divergência, como é normal em democracia, mas não é isso que me impele a escrever-lhe.
Escrevo-lhe porque, apesar dessas divergências, tenho por si toda a consideração e respeito intelectual. Respeito a sua escolha, como responsável pela Rádio Renascença, no sentido de definir uma linha editorial pelo “Não”. Sei que a rádio manterá a sua responsabilidade informativa, tal como ao longo de toda a sua vida profissional o Dr. Sarsfield Cabral defendeu o pluralismo e o respeito pelas opiniões alheias.
Foi pois com estranheza que o vi associado, como colaborador do “Blogue do Não”, a algumas das vozes mais extremistas da sociedade portuguesa, pessoas que pregam o ódio em vez da tolerância, o racismo em vez da democracia e a violência em vez da liberdade. Essas pessoas estão certamente em oposição frontal a todos os valores essenciais que partilhamos sobre a democracia.
Verifiquei aliás que emprestou o seu nome ao acto de apresentação de um livro com “os melhores textos do Blogue do Não”. Acontece que este site é uma cortina para ligações a artigos e sites de dirigentes da extrema direita com uma lamentável história de promoção do ódio. Conhecendo o seu percurso, sei que será o primeiro a perceber a gravidade da participação de elementos neo-nazis como porta-vozes de uma campanha que se quer esclarecedora. Em várias ocasiões (por exemplo, 16 de Novembro de 2006 ou ainda agora a 13 de Janeiro de 2007), o “Blogue do Não” recomenda a leitura de artigos de Pedro Guedes, do blogue “Pela Vida”.
Sucede que, como é do conhecimento público, Pedro Guedes foi o cabeça de lista do Partido Nacional Renovador nas últimas eleições europeias e é um dos promotores do blogue nazi “Último Reduto”. O Partido Nacional Renovador, como estão lembrados todos os portugueses, é o partido neo-nazi que foi responsável pelas manifestações de ódio no dia 10 de Junho e no centenário do nascimento de Rudolf Hesse, dirigente do Partido Nazi Alemão durante a Segunda Grande Guerra.
Mas o “Blogue pelo Não” vai mais longe e recomenda mesmo o site “Pela Vida” como um blogue “alinhado”. Uma rápida leitura por este site “recomendado” demonstra que é mantido pelos dirigentes da Frente Nacional, a organização que congrega a maioria dos neo-nazis nacionais. Uma rápida leitura evidencia as opiniões dos admiradores confessos do Hitler, com fotografias das suas últimas acções para a promoção do ódio racial.
Estou certa de que existirá, da sua parte, uma demarcação a tão reprovável companhia. Estou certa de que não apoia esta ligação sinistra aos blogues geridos por dirigentes da Frente Nacional e do PNR. Como lhe disse, considero este referendo fundamental. Entendo, e certamente estará de acordo comigo, que é necessária uma campanha informativa e que, por isso, são absolutamente criticáveis os valores dos defensores do Holocausto e do ódio contra a liberdade. Estou por isso certa de que não poderá estar ao lado dessas vozes.
Com toda a consideração, Helena Pinto
Aqui fica apenas um de muitos exemplos: este blogue, assumidamente fascista, linka com o blogue do não e com o blogue Pela Vida

Sem comentários: