19/01/2007

MAIS UM CICLISTA APANHADO NAS MALHAS DO DOPING



O ciclista espanhol Óscar Pereiro disse no final de Dezembro que está "cansado de ser o vencedor virtual do Tour 2006", prova máxima do calendário velocipédico mundial.
Em declarações publicadas no jornal desportivo espanhol Marca, Pereiro considera que os próprios organizadores da Volta a França em bicicleta "estão desorientados e sem saber o que fazer" em relação a uma possível desqualificação por doping do norte-americano Floyd Landis, o vencedor da edição do Tour 2006.
"Se for decidido que sou eu o vencedor do Tour, gostaria que a decisão fosse tomada de imediato, para que possa beneficiar agora e não daqui a alguns anos", acrescenta o ciclista espanhol, que terminou a prova em segundo lugar e chegou a ser dado como vencedor após ter sido tornado público o "positivo" de Landis, decisão depois cancelada devido ao recurso do norte-americano junto da UCI e da Agência Antidopagem dos EUA. A decisão final não será para breve, pois o ex-ciclista da Phonak espera ser ouvido até Março...
Mas no melhor pano cai a nódoa...

O ciclista espanhol Óscar Pereiro, segundo na Volta a França de 2006, acusou a substância proibida salbutamol em dois controlos anti-doping realizados na prova, adiantou hoje o Le Monde, no seu sítio oficial

Segundo o jornal francês, o salbutamol encontrado na urina do ciclista é um produto utilizado habitualmente para tratamento de asma.
O jornal avança que Pereiro acusou positivo em duas etapas: na 14ª, a 17 de Julho, entre Montélimar-Gap, e na 16ª, a 19, entre Bourg- d'Oisans-La Toussuire.
O Le Monde adianta também que a União Ciclista Internacional (UCI) deu autorização ao ciclista para utilizar a substância para fins terapêuticos, mas a Agência Francesa de Luta contra o Doping (AFLD) considera que esta premissa não está devidamente justificada do ponto de vista médico.
A AFLD tem remetido, desde Agosto, várias cartas ao ciclista, para que Pereiro demonstre que sofre de um problema médico, cuja solução se encontre na utilização do Salbutamol.
A Agência francesa ainda não teve resposta do espanhol e espera que Pereiro se apresente em França a 25 de Janeiro para demonstrar a necessidade médica do uso do medicamento.
O vencedor do Tour, o norte-americano Floyd Landis, acusou positivo a testosterona na mesma edição da prova e deve comparecer na Agência francesa a 08 de Fevereiro, com a possibilidade de lhe ser retirado o triunfo.
Segundo o Le Monde, há ainda seis corredores com controlos positivos e que ainda não demonstraram a necessidade médica de uso de substâncias proibidas.
Recordo que Oscar Pereiro já venceu uma Volta a Portugal do Futuro ao serviço da Equipa " Aguas de Mondariz" que lhe deu o passaporte para a equipa portuguesa " Porta da Ravessa" onde militava na altura Victor Gamito.

Sem comentários: