06/01/2007

SEJAMOS SÉRIOS E NÃO BRINQUEMOS COM A DOR ALHEIA

Recomendação apresentada na Reunião da Câmara Municipal de 4 de Janeiro de 2007

O naufrágio do «Luz do Sameiro», levando consigo seis vidas humanas, é uma tragédia com contornos que não pode deixar ninguém indiferente. Perante os contornos do desastre, saltou à vista a clara falta de meios de socorro por parte de quem deveria estar ao serviço das populações. Foi, aliás, a voz de protesto que se ouviu por parte de representantes de pescadores e de autarcas, nomeadamente o Presidente da Câmara de Vila do Conde.
Ora, a Coligação «Sentir Vila do Conde» está farta de palavras e exige que se passem aos actos. Na verdade, olhando para trás, vemos que a cada tragédia se desenrolam os habituais lamentos, os costumeiros protestos contra o Poder Central e afirmações de que se vai tentar influenciar os responsáveis para que o estado de coisas mude. Mas, passada a turbulência emocional, volta a bonança das inacções.
Deste modo, uma vez que se «a montanha não vem a Maomé, terá Maomé de ir à montanha» os vereadores da coligação PSD-PP recomendam o seguinte:
- Que a Câmara Municipal de Vila do Conde equacione a hipótese de avocar a si um processo de aquisição de um helicóptero polivalente, que tanto esteja disponível para servir nas operações de vigilância e socorro a tudo o que aconteça na zona costeira do Atlântico, como para acções de vigilância florestal e apoio no combate aos incêndios em terra. Para além disso, deverão ser equacionados, em conjunto com outras autoridades competentes, barcos salva-vidas a partir de terra, bem como outros equipamentos indispensáveis para garantir a pronta assistência e socorro de vítimas de naufrágio um pouco à semelhança do que se passa na vizinha Galiza, com grande sucesso.
Com vista a ser alcançado este objectivo, propõe-se ainda que a aquisição e manutenção do referido equipamento seja partilhada por um conjunto de parceiros, com os quais se deverá iniciar, de imediato, um processo de diálogo, a saber:
a) Os Municípios limítrofes de Póvoa de Varzim, Matosinhos, Maia, Vila Nova de Famalicão e Trofa.
b) O Estado, através dos Ministérios da Administração Interna que tutela a Protecção Civil, o Ministério da Agricultura, Desenvolvimento Rural e Pescas que tutela o sector das pescas; o Ministério da Defesa, que tutela a Marinha e o Ministério da Saúde que tutela o Instituto Nacional de Emergência Médica.
Desta forma, a Câmara Municipal de Vila do Conde demonstra que não pactua com a habitual passividade das entidades responsáveis e assume ela própria a liderança na defesa dos interesses dos vilacondenses.


Ao ler a recomendação efectuada pelo PSD de Vila do Conde através dos seus vereadores na Câmara Municipal veio-me logo á memoria a celebre frase “ bem prega frei Tomás, olha para o que ele diz e não para o que ele faz”. E de facto, é vergonhoso que os membros do PSD na autarquia vilacondense aproveitem a infelicidade dos pescadores mortos e desaparecidos no recente naufrágio para fazerem chicane politica e da mais baixa; mas vamos por partes:
Não pretendo elogiar ou passar “ a mão pelo pêlo” de Mário de Almeida, até porque somos de grupos políticos antagónicos e tenho algumas senão mesmo muitas ideias diferentes das do autarca de Vila do Conde; mas isso não me leva a olhar a sua actuação á frente do município vilacondense sempre no contra; Mário de Almeida com todos os seus defeitos ( quem é que os não tem ) tem tido no caso vertente dos acidentes que tem roubado vidas humanas, uma postura de defesa intransigente dos mesmos e de mais e melhores meios para o socorro; Ele não me pediu que o defendesse, mas também, e tão só penso estar a fazer justiça; O que não entendo é a postura dos membros do PSD na autarquia; Se em Relação ao Prof. Santos Cruz vejo nele um homem digno e com alguma postura, o mesmo não posso dizer dos outros elementos e não estou com isto a dizer que não são dignos. Agora virem nesta altura “ recomendar á Câmara a aquisição de um helicóptero “ parece-me no mínimo , que os vereadores PSD não sabem do que falam. Por acaso não solicitaram esse meio de socorro nos governos do PSD? Eu sinceramente não me lembro, mas admito que o tenham feito, já que também durante os seus governos, houve naufrágios com perdas de vidas humanas. Já agora também pediram nos seus governos que fosse contemplado no PIDAC a recuperação do molhe sul da Póvoa de Varzim? Ou será que também aqui esperam a ocorrência de um acidente para efectuarem o pedido? Sejamos coerentes meus senhores , não se aproveitem da desgraça alheia para tentarem golpes de rins e fingirem que são melhores que os outros.

1 comentário:

Anónimo disse...

Caros Amigos, nós povo, estamos á espera de quê...não vêem que estes politicos corruptos e parasitas só nos sabem cobrar impostos para sustentarem a numenclatura que os protege e defende... e o povo que trabalha e paga os impostos que esses chulos querem está sempre indefeso e á mercê desses agiotas..Revolta Já... Chega de baixar a cabeça.