23/03/2007

Aliciou jovem pela net e depois violou-a

Um brasileiro de 24 anos é suspeito de violar e extorquir dinheiro a uma jovem de 15 anos que aliciou pela internet. Os crimes ocorreram em Vila Verde e na Póvoa de Varzim. O suspeito foi detido ontem pela Judiciária do Porto. Para ganhar a confiança da jovem, o informático fingiu que era fotógrafo de uma agência de modelos.
A jovem e o agressor terão travado conhecimento em meados de Janeiro através de um chat na página da Internet Facebook. Depois de algumas conversas o suspeito, residente na Póvoa de Varzim, convenceu a jovem a realizar uma sessão fotográfica.
O brasileiro recolheu fotografias eróticas e pornográficas e acabou mesmo por violar a jovem. Não satisfeito, o suspeito tentou ainda extorquir «uma considerável quantia em dinheiro» à adolescente, dizendo que iria vender as fotografias a responsáveis por sites na Internet.
Foi então que a jovem, que frequenta uma escola profissional em Vila Verde terá contado às amigas a chantagem de que estava ser vítima. De seguida, e com a intenção de a ajudar, as jovens armaram uma cilada ao indivíduo, apanhando-o e imobilizando-o, após o que chamaram a GNR local.
O caso foi entregue, então, à PJ de Braga, a qual entregou o indivíduo à Directoria do Porto, dado o tipo de crimes em causa, nomeadamente o de extorsão através de meios informáticos.
O suspeito não tem antecedentes criminais, mas a PJ suspeita que hajam mais vítimas.
A Polícia Judiciária mais uma vez alerta a população para a necessidade de atenta supervisão por parte dos titulares do poder paternal da utilização por menores e outros incapazes dos referidos Chat, pois têm sido meio privilegiado para a prática de crimes, nomeadamente sexuais, sobre aqueles.

Sem comentários: