08/03/2007

Estavas tão bem calado

O presidente da Galp Energia, Ferreira de Oliveira, deve pensar que os portugueses são analfabetos e burros; e ainda por cima, trata-se de um individuo que é pago por todos nós, e como tal deveria ter um pouco mais de respeito, por quem lhe paga; mas como estamos num país onde parece que quem se põe em bicos de pés para aguentar o TACHO, tem o descaramento de dizendo amém , com um governo que nos está a arrastar para o abismo. Até aqui o desemprego era longe; agora está á nossa porta, na nossa familia, no nosso vizinho, no nosso amigo com o mais que evidente encerramento da Maconde: ONDE ESTÃO OS MILHÕES INJECTADOS NA EMPRESA? Então fica-se assim? Recebem e depois batem a porta? e o que faz o nosso ? governo? Assobia para o AR. Ah...e vai mantendo uns tachos para os militantes ilustres caso de Fernando Gomes e outros.

«Não há concertação dos preços dos combustíveis em Portugal», garantiu esta quarta-feira, o presidente da Galp Energia, Ferreira do Oliveira, durante a apresentação dos resultados da empresa. «Somos todos empresas responsáveis», acrescenta.
Para o responsável, os preços praticados em Portugal sem impostos «são inferiores em relação à média europeia», acrescentando ainda que os actuais valores «são resultado dos impostos que pagamos».
Ferreira do Oliveira critica ainda os portugueses que vão a Espanha a abastecer os seus veículos, uma vez que para este, «os cidadãos vão pagar os impostos em Espanha e depois usam a nossa rede rodoviária».
O Estado português, segundo o responsável, «aumenta todos os anos o ISP e com isso vamos perdendo concorrência para Espanha».
«Há postos de abastecimento nas fronteiras que fecham em Portugal para abrir em Espanha»,
alerta.

É preciso muita desfaçatez e cara de pau para vir dizer aos portugueses da forma como devem gerir os parcos tostões que ainda vão tendo no bolso. Se em lugar de terem 755 milhões de euros de lucro, baixassem o preço dos combustiveis por certo não seria necessário ir a Espanha abastecer; Haja Decoro.

Sem comentários: