26/11/2007

MUITO ALTA TENSÃO


Por todo o país, vão aumentando os protestos contra as linhas de muito alta tensão, cujos riscos para a saúde não podem ser desprezados. A Rede Eléctrica Nacional (REN) continua a ignorar os apelos da população e as decisões desfavoráveis dos tribunais, recusando-se a enterrar as linhas, algumas das quais passam a poucas dezenas de metros das casas. O Esquerda.net dedica o dossier desta semana aos perigos, protestos e negócios em torno das linhas de muito alta tensão. Iniciamos com um artigo de André Beja que faz o ponto da situação das lutas populares contra o autismo e a sede de lucros da REN, cuja privatização é contestada por Jorge Vasconcelos, ex-presidente da Entidade reguladora da Energia. Em seguida, um estudo de cientistas internacionais publicado no mês de Agosto revela perigos para a saúde associados às linhas de muito alta tensão. Helena Carmo fala-nos da luta dos moradores de Sintra, que até já ganharam acções em tribunal. E porque esta é uma questão internacional, revelamos o ponto da situação na Catalunha, com um grande movimento social que já obteve algumas vitórias. Nada que demova os grande lobbies que continuam a controlar a maior parte dos estudos a fazer e a evitar. Finalmente, vídeos e sons de protesto contra a Alta Tensão, e as inicativas já tomadas pelo Bloco de Esquerda nesta matéria.

25/11/2007

Lenços brancos para Diamantino

A derrota do Varzim na Trofa serviu para os poveiros e varzinistas, sim aqueles que estão sempre com o clube, a extravasarem a sua revolta pelas péssimas exibições da equipa e pelos resultados conseguidos. A Ladaínha de Diamantino Miranda é a mesma de Horácio Gonçalves " jogamos bem, não mereciamos este resultado, falhamos as oportunidades conseguidas, blá blá blá." Mas o que faz a direcção ? Encolhe-se e ao que se vê nada diz; será preciso estarmos com a corda na garganta para se dar uma sapatada na crise ? Jogamos mal, as substituições mal conseguidas, e fora de tempo; nem contra dez; Diamantino é um enganador...que resultados conseguiu ele até hoje nos clubes onde tem passado ? E que dizer do REFORÇO que veio do Portimonense ?

23/11/2007

Níveis ilegais de arsénio na água em quatro Concelhos


No ano passado, quatro dos 51 concelhos portugueses ultrapassaram os limites de arsénio na água, segundo dados são do Relatório Anual divulgado pelo Instituto Regulador da Água e Resíduos (IRAR).
A Organização Mundial de Saúde tem estado atenta ao problema dos níveis de arsénio na água na Europa. No ano passado, quatro dos 51 concelhos portugueses ultrapassaram os limites de arsénio na água, segundo dados são do Relatório Anual divulgado pelo Instituto Regulador da Água e Resíduos (IRAR).
Este metal pesado é considerado um factor de risco de cancro em bébés cujas mães beberam água contaminada durante a gravidez.
O concelho com os níveis mais preocupantes foi Évora, com um incumprimento de 7,5% nos níveis máximos permitidos de arsénio na água, seguido de Barcelos (5%), Vila Franca de Xira (2,9%) e Pombal (1,8%).
De acordo com Francisco Ferreira, da Quercus, “o nível de arsénio na água é um problema a que a Organização Mundial de Saúde (OMS) tem estado atenta”. Foi emendado na Europa por indicação da OMS o valor limite deste metal e “no nosso país, de 2004 para 2005, o valor passou de 50 microgramas para dez”.
Apesar dos níveis atingidos em Portugal, o presidente do município de Évora, José Ernesto Oliveira, garantiu em declarações à Lusa, que a água distribuída no concelho não é perigosa e que o limite legal de arsénio ultrapassado em 2006 foi "pontual" e já está resolvido.
O Presidente municipal garante ainda que “ a água da rede distribuída no concelho não tem qualquer parâmetro de perigosidade e é de qualidade aceitável, estando submetida a um rigoroso controlo por parte das entidades competentes".

13/11/2007

Têm medo de quê ?


No passado dia 5 de Novembro, pela calada da noite ( será que os funcionários da Junta de Freguesia de Aver-o-Mar não trabalham de dia ? ) seriam cerca das 22 horas assisti a elementos que deduzo serem da citada Junta de Freguesia, a colocarem uma placa de indicação de entrada na Freguesia, em zona que creio, salvo indicação em contrário, ou decisão Judicial, já que a Junta de Fregueia de Beiriz resolveu solicitar a intervenção dos Tribunais, mas dizia eu que colocavam a referida placa, numa carrinha de caixa aberta de cor avermelhada .


Porque será que actuaram a coberto da noite ?


Teem medo de quê ?


Justifica-se esta atitude ?