15/01/2008

Ficou por fazer meia rotunda - Mario Almeida não é Administrador da Metro do Porto ?


Ficou por fazer meia rotunda


A Noticia vinda hoje no Jornal de Noticias é assinada por Ana Trocado Marques, e trás á evidencia aquilo que só não vê quem não quer.

Qual é o posicionamento de Mario Almeida ? É só para receber o chorudo ordenado no final do mês ?

Meia feita e meia por fazer. É assim que, desde Agosto, está a rotunda de intercepção da nova via alternativa à Rua da Estação, na freguesia de Mindelo, Vila do Conde, com a Rua do Outeiro. A obra está parada há mais de cinco meses, alegadamente porque um "erro" no projecto da Metro do Porto (MP) obrigará, agora, à reformulação da fase final da empreitada de construção da nova via - o Acesso Norte -, a fim de englobar o desvio de redes por baixo da rotunda de intercepção com a Rua do Outeiro, não previsto no traçado inicial. Agora, com novas consultas e a reformulação do projecto, a empreitada, que permitiria descongestionar a Rua da Estação, só estará concluída, na melhor das hipóteses, no final de Fevereiro. Depois dos protestos da freguesia, que antevia os congestionamentos no trânsito de uma das principais artérias de acesso à freguesia, com a manutenção da passagem de nível da Rua da Estação - agora com oito veículos a circular por hora, em horas de ponta -, a MP acedeu construir uma via alternativa à Rua da Estação - o Acesso Norte, que ligaria a Rua do Outeiro à Estação Espaço Natureza (passando por baixo da linha de metro) e dali à EN13. A nova via, com cerca de 700 metros, orçada em 1,2 milhões de euros, ficou concluída em Agosto, faltando apenas metade da rotunda na intercepção com a Rua do Outeiro. O problema é que, com a obra praticamente concluída, a Câmara de Vila do Conde reclamou da MP o necessário desvio de redes que passam na Rua do Outeiro, mesmo por baixo da nova rotunda.Agora, a MP volta a informar que a obra só estará concluída em Fevereiro de 2008. Pereira Cardoso não se conforma "A Junta de Freguesia, incrédula com a decisão, indignada com a insensibilidade e revoltada com a discricionariedade da MP vem publicamente denunciar aquilo que considera ser a péssima gestão do dinheiro dos contribuintes". O presidente da Junta lembra que a obra servia um duplo propósito por um lado, descongestionar a Rua da Estação, através de uma ligação alternativa entre a EN13 e a zona poente da freguesia; e, por outro, estabelecer a ligação - inexistente - entre a zona poente da freguesia e a estação Espaço Natureza, que serve a Zona Industrial da Varziela. O JN tentou ouvir a MP, mas a empresa afirma que nada mais tem a acrescentar sobre o caso.

é caso para dizer...digo eu ...e Mário Almeida não tem nada a dizer ?

Sem comentários: