29/01/2008

Tripulação não teve socorro em Peniche - Há mais a precisar de ser remodelado...desde logo José Socrates


Uma embarcação com pescadores da Póvoa de Varzim não teve o socorro pedido ao Salva-vidas no último Sábado (dia 26) à tarde. Por volta das 14,00 horas, um pescador do barco “Silvestre Afonso”, registado em Vila Real de Santo António, com tripulação da Póvoa de Varzim e que pescava ao largo de Peniche, pediu ajuda quando um dos tripulantes se sentiu mal. A falta da tripulação impediu o salva-vidas ‘Vigilante’, de Peniche, de sair para socorrer o pescador acometido de doença súbita. De acordo com José Festas, da Associação Pró-Maior Segurança dos Homens do Mar, que se encontrava à pesca perto da embarcação “Silvestre Afonso”, apenas um tripulante estava disponível à chamada do patrão salva-vidas. Estas tripulações estão condicionadas ao horário de funcionários públicos e, por lei, estes barcos não podem sair com menos de três tripulantes. A situação da falta de um horário de 24 horas devidamente recompensado arrasta-se há cerca de dez anos. Acabou por ser a própria embarcação de pesca a socorrer o pescador da “Silvestre Afonso”, que se encontrava a hora e meia da costa, quando o Salva-Vidas faria o trajecto em cerca de 20 minutos.

Sem comentários: