30/03/2008

50.000 empresas encerraram em Portugal em 2007



Em 2007 encerraram em Portugal 50.000 empresas, na sua esmagadora maioria PME (Pequenas e Médias Empresas).

Desde o despoletar da crise do "subprime" nos Estados Unidos, em Agosto de 2007, e até Fevereiro deste ano encerraram 12.830 empresas, das quais 7.282 decretaram falência.

Segundo o jornal Expresso, o pessimismo reina nas PME, que temem um agravamento da crise.
De acordo com dados da Associação Nacional das Pequenas e Médias Empresas (ANAPME), 50.000 empresas encerraram em 2007, das quais 18.520 abriram falência e 15.832 suspenderam a actividade. Trata-se de uma duplicação do número de encerramentos em relação ao ano anterior, em que fecharam 26.000 empresas.
Segundo refere o jornal, Rocha de Matos presidente da Associação Industrial Portuguesa considera que as PME serão duramente atingidas, caso se verifiquem restrições ao crédito.
As empresas estarão a sentir já os efeitos da crise financeira internacional, que teve início na crise do "sub-prime" nos Estados Unidos, em conjunto com a subida do preço do petróleo e das matérias-primas nos mercados internacionais e também com a valorização e maiores dificuldades no acesso ao crédito.

Sem comentários: