27/12/2008

AS " MAIS DE 2008 "

Janeiro
"Eu não tinha condições para continuar."
Correia de Campos, ex-ministro da Saúde, ao explicar porque pediu demissão
"Dá cá um abraço. Obrigado pá. Obrigado por tudo o que fizeste."
José Sócrates a Correia de Campos na tomada de posse dos novos ministros, depois da remodelação ministerial do início do ano
"Correia de Campos comunicou mal o problema das urgências e isso minou-lhe tudo o resto."
Jorge Coelho na SIC Notícias, explicando a saída de Correia de Campos
"O PS tinha um compromisso com o Tratado Constitucional. Agora é o Tratado de Lisboa, que não existia na altura. Não tem nada a ver uma coisa com a outra. As circunstâncias alteraram-se completamente. É um tratado diferente"
José Sócrates no final da Comissão Política Nacional do PS, justificando porque decidiu não submeter o Tratado de Lisboa a referendo
"Foi uma excelente lição para Cadilhe, que sabe tanto de economia como eu de costura."
Miguel Beleza, ex-ministro das Finanças de Cavaco Silva (1990-91), sobre a derrota do também ex-ministro das Finanças de Cavaco (1985-1990) para Santos Ferreira na disputa pela presidência do BCP
"Eu não sabia da criação das mais de 17 offshores."
Alípio Dias, ex-administrador do BCP
"Os trabalhadores dos impostos têm receio de atacar os grandes, os tubarões."
Helder Ferreira, presidente do Sindicato dos Trabalhadores dos Impostos
"Pode-se mudar Portugal em seis meses."
Luís Filipe Menezes, então líder do PSD em Janeiro
Fevereiro
"O efeito directo (para a economia portuguesa) da crise das hipotecas subprime e de uma recessão americana é relativamente pequeno."
Sérgio Rebelo, economista português e professor da Kellog School of Management dos EUA ao Diário Económico
"Desde que iniciámos funções, a economia gerou 94 mil postos de trabalho. Não vejo nenhuma razão para que no próximo ano e meio não consigamos ter mais emprego e conseguirmos atingir o nosso objectivo."
José Sócrates, em 15/2, afirmando que o governo vai conseguir cumprir o objectivo de criar 150 mil novos postos de trabalho até ao final da legislatura
"Do ponto de vista moral, não tive dúvidas em aceitar o convite para trabalhar na Lusoponte. Não fiz o contrato [de construção da Ponte Vasco da Gama] a pensar nisto e já passaram 12 anos. Eu estou na Lusoponte há um ano!"
Joaquim Ferreira do Amaral, ex-ministro das Obras Públicas
"E então a ASAE ainda não veio cá?"
Cavaco Silva, na cozinha do Convento de Arouca, onde se preparam doces conventuais
"Já o disse várias vezes, o primeiro-ministro é corajoso."
Pedro Santana Lopes, então líder da bancada parlamentar do PSD
"Isto é antidemocrático."
José Sócrates, vaiado por professores à porta da sede do PS
"A melhor maneira de estar numa organização sem criar grandes problemas é não fazer nada."
Luís Cunha Ribeiro, ex-presidente do INEM, em Fevereiro
"Cada vez que ponho a cabeça de fora, começa o tiroteio."
Pedro Santana Lopes, em Fevereiro
Março
"Fui sempre uma mulher de palavras, mas hoje estou completamente entupida."
Maria Cavaco Silva, durante uma visita a uma escola de Maputo
"Agora é que a minha mulher vai ficar mais bonita."
Cavaco Silva, referindo-se a um lenço tradicional oferecido à mulher em Moçambique
"Há um vazio, o PSD ainda não merece ser Governo, o PS já não merece"
Luís Filipe Menezes, líder do PSD
"Não vai ser fácil [afastar Menezes da liderança do PSD] porque vai mesmo ter que ser 'à bomba'."
Pacheco Pereira, no blogue Abrupto
Abril
"Fui o guionista, o protagonista e o director do 25 de Abril."
Otelo Saraiva de Carvalho
"Para mim, chega! (...) Tenham coragem aqueles que ao longo dos meses indicaram que seriam bons líderes, mostrem agora que são carismáticos."
Luís Filipe Menezes, ao renunciar à liderança do PSD
"Incomoda-me a falta de respeito com que tratam o PSD."
Manuela Ferreira Leite, no lançamento da sua candidatura à liderança do PSD, 28/4
"Não tenho dinheiro sequer para mandar cantar um cego."
José Oliveira e Costa, ex-presidente do BPN, ao negar ter interesse em comprar o Expresso
"Não tenho quaisquer dúvidas sobre o carácter e honestidade de Fátima Felgueiras."
Armando Vara, ex-ministro adjunto do primeiro-ministro e ex-ministro da Juventude e Desporto de António Guterres e administrador do BCP
"Que políticos anfíbios são estes que saltam de um conselho de ministros para um verdadeiro conselho de ministros empresarial de uma empresa de construção civil que negoceia com o Estado e tem um ministro do PSD, um dirigente do CDS e vários ministros do PS?"
Francisco Louçã, referindo-se à entrada de Jorge Coelho na administração da Mota-Engil. Debate na AR, 11/4
"A Madeira é uma obra ímpar. João Jardim é um exemplo supremo na vida democrática."
Jaime Gama, presidente da Assembleia da República e militante do PS
"O importante é a percepção que se cria nas pessoas. O mercado vai atrás de quem? Das empresas ganhadoras. Mas é claro que dá alguma sensação poder dizer: 'Ó Sócrates, recebes-me aí o Manuel Joaquim amanhã?'"
António Cunha Vaz, da Cunha Vaz & Associados, em entrevista ao Público
"Tudo isto envolve dinheiro, mas estou-me cagando para o dinheiro. Quero é um sítio onde os livros sejam tratados com dignidade."
António Lobo Antunes, referindo-se à possibilidade de abandonar a editora Leya
Maio
"Admitir que se pudesse passar no BPI o que se passou no BCP, para mim, é ofensivo. Porque o que se passou no BCP é abaixo de tudo."
Fernando Ulrich, presidente do BPI, ao Diário Económico, em Maio
"Tenho o dever cívico de vos manifestar profunda indignação pela atitude do PS na 6ª feira na Assembleia da República a propósito do voto de pesar ao cónego Melo. Mesmo que ela tenha ocorrido após a vergonha da homenagem do seu Presidente ao Dr. A. J. Jardim: temos o direito - e o dever - de não nos habituarmos !"
Carta de Victor Louro, antigo deputado à Assembleia da República, enviada ao Grupo Parlamentar do PS. A Assembleia da República aprovou no dia 2/5 um voto de pesar pela morte do cónego Melo, com os votos favoráveis do CDS-PP e do PSD, a abstenção da maioria dos deputados socialistas e o voto contra do PCP, BE e PEV. O Parlamento fez depois um minuto de silêncio. Dois deputados do PSD, dezenas de deputados do PS e todo o grupo parlamentar do BE abandonaram a sala.
"Sugiro ao PS e aos seus responsáveis uma reflexão profunda sobre a pobreza, as desigualdades sociais, o descontentamento."
Mário Soares em artigo no Diário de Notícias
"O governo não está a dormir, à espera que o dr. Mário Soares faça um aviso."
Mário Lino, ministro das Obras Públicas
"Estamos a empurrar o país para a esquerda com a nossa inoperância. O Bloco de Esquerda e o PCP, daqui a nada, são 20% e isto não se passa em nenhum outro país da Europa."
Manuela Ferreira Leite, em entrevista à RTP
"De facto fumei no avião, com pessoas que vinham na minha comitiva, como o ministro da Economia, enquanto conversávamos. (...) Se por algum motivo violei algum regulamento, lamento o que fiz. Peço desculpa por isso e isso não voltará a acontecer. (...) Decidi deixar de fumar."
José Sócrates, que fumou no voo para Caracas, DN de 15/5
"Quem introduziu o calvinismo na vida política foi um primeiro-ministro que achou que devia fazer exibição política dos seus vícios."
Francisco Louçã, no debate parlamentar com o primeiro-ministro
"Tendo em conta que, deixando de fumar, Sócrates viverá mais tempo, não sei se a medida será benéfica para o País. Nesse sentido, é possível que não seja uma promessa, mas sim uma ameaça."
Ricardo Araújo Pereira na Visão, 22/5
"Não concordo nem discordo. O primeiro-ministro e o ministro do Trabalho intervieram na defesa da proposta de revisão do Código do Trabalho. Eu optei por não falar."
João Proença, justificando porque optou por ficar em silêncio na reunião da Comissão Política do PS que discutiu o Código do Trabalho, Público online, 21/5
"Dupla personalidade tem você"
João Proença, no final da mesma reunião, em resposta a um jornalista da TSF que lhe perguntou se estava perante um caso de "dupla personalidade".
"Os senhores agora têm que se habituar que eu já não tenho vida política"
Jorge Coelho aos jornalistas, depois de os accionistas da Mota-Engil SGPS, em assembleia geral, terem aprovado a sua nomeação para a vice-presidência do grupo
Junho
Hoje, eu tenho de sublinhar a raça, o dia da raça, o dia de Portugal, de Camões e das comunidades portuguesas."
Cavaco Silva no dia 10 de Junho
"É incompreensível que o mais alto representante da República veicule publicamente a pior imagética do anterior regime."
Fernando Rosas, historiador e deputado do Bloco de Esquerda
"A minha lealdade é com os milhares de portugueses que votaram socialista e estão neste momento desempregados ou precários."
Manuel Alegre, no Teatro da Trindade no dia 3 de Junho
"O Bloco de Esquerda é um epifenómeno, como foi o PRD. Espero que tenha o mesmo destino."
Renato Sampaio, presidente da Federação Distrital do Porto, que se arrisca a ter uma espera longa
"Concebo um sistema de ensino sem Ministério da Educação."
Daniel Sampaio, psiquiatra
Julho
"Trinta e cinco por cento dos pobres são pessoas que trabalham."
Alfredo Bruto da Costa, presidente do Conselho Económico e Social, no final de uma audiência com o presidente da República
"Não tenho dúvidas de que [eu e Pedro Santana Lopes] éramos mais representativos, intelectualmente mais sólidos, culturalmente mais bem preparados, politicamente mais experientes, ideologicamente mais esclarecidos, mais carismáticos e melhores comunicadores [do que Manuela Ferreira Leite e Paulo Rangel]."
Luís Filipe Menezes, ex-líder do PSD, em artigo de opinião no Diário de Notícias
"A família tem por objectivo a procriação."
Manuela Ferreira Leite, em entrevista ao Diário de Notícias (2/7), a propósito do casamento das pessoas do mesmo sexo.
"Será que, na mesma linha de raciocínio, [Manuela Ferreira Leite] pensa proibir o casamento para heterossexuais inférteis?"
Reacção da Ilga às palavras da dirigente do PSD
"Robin dos Bosques não se juntava aos ladrões do castelo para dividir os lucros."
Francisco Louçã no debate com o primeiro-ministro sobre o Estado da Nação
"Como a CGTP não assina nada, a UGT tem de assinar."
João Proença, em resposta à pergunta "Assina tudo o que o Governo lhe põe à frente?"na Sábado
Agosto
"Da mesma forma que a gente faz a reforma agrária na terra, vamos fazer uma reforma aquária na água."
Lula da Silva, presidente do Brasil, ao transformar a Secretaria das Pescas em Ministério
"Paulo Portas vai condenar o CDS a ser o partido do táxi."
Narana Coissoró, militante do CDS/PP
"Quero agradecer aos portugueses, porque toda a gente vê as minhas provas e quero pedir desculpa, porque estão a pagar para eu estar aqui e não consegui chegar à final."
Francis Obikwelu anunciando o fim da carreira de atleta de elite, onde levou Portugal à medalha de prata nos 100 metros das olimpíadas de 2004
"Os prémios são sempre agradáveis, sobretudo quando vêm com muito dinheiro."
António Lobo Antunes, escritor, vencedor do Prémio Camões
Setembro
"Sócrates fingiu que não lia o discurso, mas fazia-o através de um ‘powerpoint'".
Manuela Ferreira Leite sobre o comício de ‘rentrée' política do PS em Guimarães, que acusou de ser uma "lamentável ostentação de riqueza".
"Os alunos vão ter aulas ali? Pensava que fossem contentores para as obras."
José Sócrates, primeiro-ministro, numa visita à Escola Secundária Pedro Nunes, em Lisboa
"São monoblocos para os alunos terem aulas, eles depois nem querem sair daqui."
Maria de Lurdes Rodrigues, ministra da Educação, justificando que os contentores tinham ar condicionado e eram melhores do que pareciam
"Achei que conseguiria, com tempo e persuasão, convencer o dr. Nobre Guedes a não se afastar
Paulo Portas justificando ter demorado um ano para informar a renúncia do seu vice-presidente
"Durante o último ano, a minha vida política foi rigorosamente igual à de Nobre Guedes: eu não tive interesse em desempenhar cargos no CDS, não compareci numa única reunião do partido nem participei em qualquer iniciativa partidária. Por isso, há uma possibilidade muito forte de eu ter sido vice-presidente do CDS sem saber."
Ricardo Araújo Pereira, na Visão, 11/9
"O tempo da facilidade acabou."
José Sócrates, acerca dos professores sem colocação
"A casa foi-me atribuída legalmente. O contrato de arrendamento era legal."
Ana Sara Brito, vereadora do PS responsável pela Acção Social da Câmara Municipal de Lisboa, explicando porque morou durante 20 anos numa casa da Câmara, pela qual pagava uma renda de 146 euros
"Verifica-se que a generosidade do regime de subsídio de desemprego (...) continua a contribuir para um nível elevado de desemprego de longa duração."
Boletim Económico do Banco de Portugal, Outono de 2008
"É uma loucura, são declarações de quem está mal com a vida e consigo própria, devia repensar a sua posição no partido. Não é um discurso político, é um discurso a necessitar de Lexotan".
José Lello, dirigente do PS, referindo-se às críticas de Ana Benavente à política do governo
Outubro

"Fiquei surpreendido por ver como as vacas avançavam uma a uma e se encostavam ao robot, sentindo-se deliciadas enquanto este realizava a ordenha"
Cavaco Silva, referindo-se a um robot existente numa exploração que visitou, JN 3/10
"O aumento do salário mínimo nacional roça o nível da irresponsabilidade."
Manuela Ferreira Leite, líder do PSD, num almoço com empresários em Lisboa, depois de o primeiro-ministro ter confirmado que o salário mínimo nacional de 2009 seria aumentado para 450 euros, conforme acordado desde Dezembro de 2006 na Concertação Social
"Se houver uma proposta da Comissão Europeia para se acabar com todos os off-shores, eu serei o primeiro a dizer que sim."
Teixeira dos Santos, ministro das Finanças, no Parlamento
"Até o Magalhães o abria."
Teixeira dos Santos, ministro das Finanças, ao entregar no Parlamento o Orçamento do Estado de 2009 numa pen, três horas e meia depois do horário inicialmente previsto. Horas depois, os grupos parlamentares denunciaram que faltavam os relatórios e os mapas, sem os quais o Orçamento fica ininteligível.
"Todos os meus assessores usam este computador. Não precisam de outro."
José Sócrates, referindo-se ao Magalhães, na cimeira Ibero-americana
Novembro
"Sócrates nem sequer se apercebe, que, quando diz que o computador é resistente aos líquidos, pela cabeça daqueles adultos empedernidos, os líquidos que se imaginam não são propriamente nem água, nem leite, nem iogurte."
José Pacheco Pereira, no blogue Abrupto, 2/11
"[Ao] desemprego de Cabo Verde, ao desemprego da Ucrânia, isso ajudam. Ao desemprego de Portugal, duvido".
Manuel Ferreira Leite, interrogada se não considera que "as obras públicas ajudarão, pelo menos, ao factor desemprego"
"Eles não precisam de 80 euros para ir beber cervejas, comer doces ou serem roubados pelos filhos."
Maria José Nogueira Pinto, nas Jornadas Parlamentares do PSD, explicando porque é contra o Complemento Solidário para Idosos
"O montante das dívidas sempre foi e é todos os anos transparente, quando todos os serviços do Ministério da Saúde publicam as suas contas. Portanto é só fazer as contas para se saber o montante das dívidas".
Francisco Ramos, Secretário de Estado da Saúde, respondendo à pergunta «Qual o valor da dívida da saúde?» formulada pelos jornalistas na Assembleia da República
"Essas coisas do Financial Times são muito subjectivas. Eu, por exemplo, acho que os ingleses se lavam pouco."
Nogueira Leite, economista, sobre o ranking publicado no influente diário económico britânico, que aponta Teixeira dos Santos como o pior ministro das Finanças da União Europeia
"Mesmo quando a supervisão não descobre fraudes, não significa que não faça nada. Faz e muito."
Vítor Constâncio, governador do Banco de Portugal, sobre o caso BPN
"Oliveira e Costa divorciou-se da mulher com quem era casado havia 42 anos, e passou os bens para o nome da senhora. Trata-se do rigoroso oposto do 'golpe do baú': o objectivo não é casar para ficar rico, é divorciar-se para enriquecer o cônjuge."
Ricardo Araújo Pereira na Visão, 27/11
"Estas manifestações também servem para fazer chantagem não apenas sobre a ministra da Educação mas sobre as escolas e os professores (...) e esse é o objectivo."
Maria de Lurdes Rodrigues, ministra da Educação, em entrevista à RTP, referindo-se à manifestação de 120 mil professores em Lisboa, 8/11
"Peço desculpa aos senhores professores por ter causado tanta desmotivação."
Maria de Lurdes Rodrigues, ministra da Educação
"Uma carta de um menino que recebeu um computador para ter em casa, não sei já em que circunstância, e escreveu-me a dizer: 'Quando for grande, vou inscrever-me no PS'."
Maria de Lurdes Rodrigues em entrevista ao Público, partilhando um dos bons momentos que teve no ministério da Educação
"Lamento ter dito algumas coisas que não deveria dizer."
George W. Bush à CNN, ao fazer o balanço do seu mandato
"Os portugueses têm de poupar mais e comprar menos Mercedes."
António Borges, vice-presidente do PSD
"É muito difícil explicar a uma criança as diferenças entre o PS e o PSD."
Patrícia Reis, escritora e jornalista
"A Coreia do Norte está numa zona do planeta que liga muito aos chefes."
Odete Santos, em entrevista à SIC Notícias, 29/11
"Umas breves considerações sobre o BE. (...) Com carácter social-democratizante disfarçado por um radicalismo verbal esquerdizante."
Jerónimo de Sousa, na abertura do Congresso do PCP
Até nem sei se não seria bom estar seis meses sem democracia para pôr tudo em ordem e depois voltar à democracia."
Manuela Ferreira Leite, criticando o ataque do governo aos professores e funcionários públicos
«Não pode ser a comunicação social a seleccionar aquilo que transmite», defendeu.
Manuela Ferreira Leite, admitindo ter alguma dificuldade em passar a sua mensagem através dos meios de comunicação social
Dezembro
"Eu acreditaria em mim."
Dias Loureiro, a propósito do caso BPN
"O Banco Privado Português (BPP) não tem um impacto sistémico no sector financeiro nacional, dado o peso pouco significativo de depositantes que tem."
Teixeira dos Santos, ministro das Finanças (24/11)

"Em virtude dos riscos de contágio que aquela situação potencialmente comporta, foi possível obter a concordância de outras instituições de crédito para prestar apoio financeiro ao Banco Privado Português..."
Comunicado do Banco de Portugal, justificando o plano do Banco de Portugal e do governo para financiar o BPP, 2/12
"Estou sempre tranquila. Uma coisa que me caracteriza é a tranquilidade."
Maria de Lurdes Rodrigues, ministra da Educação, no dia da greve de professores, em 3 de Dezembro
"Iniciada a avaliação a sério este ano, estarei aberta à discussão das alterações ao modelo e até à sua substituição."
Maria de Lurdes Rodrigues, ministra da Educação, no dia 4 de Dezembro, perante os deputados da comissão parlamentar
"Isto é um beijo de despedida do povo iraquiano, cão"
Muntader al-Zaidi, jornalista de 29 anos que tentou atingir o presidente dos EUA, George W. Bush, com os seus sapatos durante uma conferência de imprensa em Bagdad

Sem comentários: