10/07/2009

PARA ONDE VAIS BLOCO ?

As recentes cisões no seio do Bloco de Esquerda da Póvoa de Varzim, veio trazer a nu as fragilidades de alguns, perante o nepotismo de outros.


Depois de há quatro anos, a candidatura Bloquista se ter esfumado ainda no decorrer da própria campanha eleitoral, onde a arrogância de Miguel Rocha Pereira, levou ao bater da porta de quase todos, impõe-se a seguinte pergunta:


Será que o Bloco de Esquerda, pretende manter mais uma candidatura fantoche ?


Será que Armando Herculano, que se perpetua no poder sem que haja eleições, pretende o desaparecimento do bloco ?
A recente indicação do Arquitecto João Ferreira, para cabeça de lista do Bloco na Povoa de Varzim, veio apenas trazer ao de cima primeiro a prepotência de um "líder"? será que o é ? no caso de Armando Herculano; Depois o interesse do " controleiro" mor do reino , Miguel Rocha Pereira lembrar os tempos da velha URSS .
A par destes senhores, surge então um outro " paraquedista" de seu nome José Paredes;
Ninguém sabe de onde veio, mas sabe-se para onde vai...limpar as botas dos que se perfilam para candidatos, sejam eles quais forem.
Mas no meio de tudo isto quem ficou muito mal na fotografia foi um dos responsáveis da distrital do Porto de seu nome SOARES LUZ; Luz que o ofuscou para apenas ver o que quer, dizendo hoje uma coisa , e amanhã outra. È isto a verticalidade do Bloco de Esquerda ?
O Bloco da Póvoa ficou sem candidato, já que João Ferreira ao ver-se enredado no meio de tanto lodo bateu com a Porta.
Depois a Póvoa ou os aderentes da Póvoa com muitos dos simpatizantes que fizeram parte da ultima candidatura bateram também com a porta. O que espera Miguel Rocha Pereira para fazer o mesmo ? não sabem...eu Digo CORAGEM E VERTICALIDADE.

2 comentários:

Anónimo disse...

este senhor é um cromo e já devia ter deixado o bloco ha bastante tempo. quem perde é o bloco por continuar com pessoas assim

José Pereira disse...

Anonimo da a cara , queria te ver a ti no poleiro , voces so sabem mandar palpites.
o controleiro Mor Miguel Rocha Pereira é a pessoa indicada